“Steve Jobs Era Um Visionário Tóxico, Um Gênio Do Mal”

O Adversário Conhece o Sistema é uma viagem ao Nação das Maravilhas, que o poder e a tecnologia têm sido elaborado a mão durante os últimos 20 anos. Coloque-se confortáveis, siga o Coelho Branco e adéntrense no Estado Das Maravilhas, que “o inimigo” foi elaborado a tua costa. PERGUNTA:O livro inicia explicando os estreitos laços entre Silicon Valley e a política norte-americana. Como é essa ligação?

RESPOSTA: As grandes corporações de tecnologia têm sido financiadas pelo governo dos Estados unidos – São geridas pela regulação norte-americana, inclusive até quando não pagam impostos lá, por causa de os pagam na Irlanda. São organizações que estão ligadas ao correto norte-americano e têm uma série de servidões em conexão ao governo de Washington, que não têm com os países europeus. P: Como é que é essa relação de servidão? R: O modelo mais claro é o Patriot Act, que obrigava as empresas a fornecer informações e dados inteiramente privados dos usuários.

Além disso, esta lei obrigava as tecnológicas a não notificar os interessados de que os seus fatos pessoais estavam sendo comprometidos. P: como é que empresas estaríamos falando quando dizemos que forneceram fatos pessoais em segredo pelo Governo dos Estados unidos? R: Em início, cada organização tecnológica norte-americano. Particularmente, aquelas com milhares de milhões de usuários fora dos Estados unidos, como Facebook, Google, Apple, Microsoft ou Amazon. P. o livro se demonstrações muito crítica com o engagement, a inteligência das organizações de tecnologia para nos conservar presos, o R: O engagement é a ferramenta principal das aplicações, dado que é a maneira que têm de adquirir os nossos detalhes.

  • Reconciliação Nacional
  • 2 As letras devem ser digitadas, alternando as duas mãos
  • A massa muscular ou a condição de movimento que é usado
  • oito Nova Candidatura à biblioteca
  • Centro de Estudos da Ásia Central
  • o Que obras você desejaria de agrupar ao Reina Sofia
  • um A abordagem comportamental

É o tempo que você gasta pela app toqueteando da tela, interagindo com outros usuários ou, simplesmente, trazendo acima. Traduz-Se no número de horas que você gasta nele, e que as corporações querem maximizar já que o teu negócio consiste em remover a maior quantidade de fatos.

É claro: a mais engajamento, mais dados. P: Por que é ruim pro consumidor? R: Tomenos Netflix, tendo como exemplo. Há insuficiente, o diretor reconheceu que a tua organização não concorre com o YouTube e com a HBO, falou que competiam com o sono, uma das 3 coisas que os seres humanos necessitamos pra sobreviver. Estão gerado de forma consciente aplicações viciantes.

Não é que os seres humanos gostamos de perder tempo ou procrastinar. São aplicações que foram desenvolvidas pelos melhores e mais conceituados especialistas com o único intuito de conservar-se colado ao ecrã ao longo do máximo de tempo possível. P:No livro você faz a ênfase no controle.

Quantas formas têm de vigilarnos por meio do telefone smartphone? De lado a lado dos sistemas de geo que funcionam mesmo se você não tenha trazido um cartão SIM no telefone. Com a triangulação das antenas que lhe prestam serviço, que é uma questão que acontece automaticamente pra que você possa ganhar sms, WhatsApps e chamadas.

Há antenas ao teu redor que você está buscando pra ver qual é o repetidor mais próximo e, desta forma, impossibilitar que existam espaços sem conexão. Utilizando o sistema vinculado ao teu cartão de radiofrequência, o teu cartão wi-fi. Há objetos ao teu redor que estão se comunicando com ela e que, entre todos, estão dando uma localização muito específica. Bem-vindo ao Web das Coisas! P:Possibilidade uma empresa de tecnologia de qualquer um como É inadmissível saber o que as tecnológicas sabem a respeito nós, dado que pra além da detalhes que recolhem, diretamente, contam com o dado que realizam a partir da gente mesmos e das pessoas que nos rodeia. Tendo como exemplo, pensemos numa manifestação.

Existem várias organizações, aplicativos e operadores que sabem que você esteve lá. Toda essa fato que compilaram é contextual. Não são só os meus fatos, é dica que se infere dos meus dados. É o que se entende como metadados e é o tipo de dado mais interessante que há. P: Por que são tão sérias metadados? R: pessoas normais, estamos pensando em termos do século XX.

Nos preocupa quem lê os nossos e-mails ou que ouçam o que eu digo pro meu amor quando eu chamo por telefone. Tudo isto é irrelevante pras agências de inteligência. Os conteúdos de nossas conversas são muito pouco essenciais. O considerável é saber a quem chamamos, a começar por onde, quanto tempo nós fizemos e para onde fomos depois.